Wfs

From OSGeo
Jump to: navigation, search

Introdução

Este tutorial faz parte de um workshop realizado no ESIG2010 e pretende mostrar como aceder a dados geográficos através do standard WFS do Open Geospatial Consortium (OGC) com possibilidade de editar as entidades geográficas - WFS-Transactional.

A tecnologia usada é composta por um software servidor de mapas com capacidade de servir dados através da norma WFS-T e uma aplicação SIG desktop que permita o acesso através da referida norma e possibilite a edição das entidades. Para este caso foi usado o Geoserver como servidor de mapas e o uDIG como aplicação SIG desktop.

É de referir ainda que os dados utilizados estão no formato shapefile.

Web Feature Server (WFS)

  • Providencia as regras para obter e manipular entidades geográficas de uma determinada área de interesse
  • As entidades são enviadas em formato vectorial
  • Os dados são codificados em GML

Operações suportadas:

  • GetCapabilities
  • DescribeFeatureType
  • GetFeature
  • GetGmlObject
  • Transaction
  • LockFeature

Com base nestas operações, três classes de WFS podem ser definidas:

  • Basic WFS
  • XLink WFS
  • Transaction WFS

Geoserver

  • Open source software server escrito em java que permite partilhar e manipular dados espaciais
  • Independente do sistema operativo
  • Certificação Conforme da OGC para as seguintes especificações:
    • WMS 1.1.1
    • WFS 1.0
    • WCS 1.0

Configuração do Geoserver

  • Abrir a página de administração do geoserver
  • Efectuar o login
  • Adicionar um Workspace
    • Definir um nome e o URI
  • Adicionar uma Store
    • Definir o tipo de dados (shapefile neste caso)
    • Definir também um nome para a Data Store bem como o respectivo URL
  • Configurar uma Layer
    • Publicar a shapefile
    • Configurar o sistema de coordenadas e a boundingbox

Acesso através da aplicação desktop uDIG

  • Adicionar uma nova Layer através do Web Feature Service
  • Introduzir o URL para o serviço WFS do geoserver local
  • Depois de visualizar as layers disponíveis, seleccionar a configurada no geoserver
  • Editar a geometria e os atributos
  • Não esquecer de realizar a operação “comit changes” para que as alteração sejam guardadas